Apr262016

TRABALHADORES DO PORTO DO AÇU CONSEGUEM AUMENTO SALARIAL

Published by souzaneto at 8:31 PM under

Os trabalhadores do Complexo Portuário do Açu, tiveram aumento salarial aprovada em assembléia da categoria na manhã de segunda feira(25-04-2016). Participaram 2,5 mil trabalhadores sendo aprovado reajuste de 9.04% no piso salarial retroativo a 1 de fevereiro. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e do Mobiliário do Norte e Noroeste Fluminense, José Carlos da Silva Eulálio, esse aumento foi superior ao do ano passado de 8,5%.

Os trabalhadores que recebem salário a partir de R$ 3.200, até 6 mil terão 7% de reajuste e, acima de 6 mil, 5%. Para aqueles que ganham menos de R$, 3,2 mil, no caso dos serventes, onde o piso é de R$ 1.023, o aumento será de 9.04%.

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Mar152016

MTE NÃO REALIZA HOMOLOGAÇÕES

Published by souzaneto at 1:50 AM under

O Ministério do Trabalho e Emprego em Campos dos Goitacazes não homologou nesta quinta feira dia 10 de março de 2016, às 18 homologações trabalhistas dos trabalhadores da Construtora Norberto Odebrecht Internacional S/A agendada preliminarmente. A funcionária do órgão se viu impedida e arbitrária na realização do trabalho. Dos demitidos 16 são representantes da CIPA e outros dois dirigentes sindicais. Todos tem imunidade sindical e estão amparados por lei. O caso foi encaminhado ao Ministério Público do Trabalho através do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Contrução Civil e do Mobiliário Norte e Noroeste Fluminense.

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Mar052016

STICONCIMO GARANTE DIREITO DO TRABALHADOR COM ESTABILIDADE

Published by souzaneto at 1:31 AM under

Funcionários da empresa CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT INTERNACIONAL S/A, atuando no canteiro de obras em Ururaí, distrito de Campos dos Goitacazes denunciaram ao SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E MOBILIÁRIO DE CAMPOS NORTE E NOROESTE, que foram demitidos em 2 de fevereiro, tiveram seus valores em respectivas  contas mas que ainda não foi procedido as homologações junto das TRCT´s.

Desses denunciantes 16 são representantes da CIPA e outros dois membros da diretoria, todos com imunidade sindical. Alegam que estiveram no MTE para buscar orientações sôbre as homolagações e informados por uma servidora que as mesmas estavam agendadas mas que não seriam realizadas, uma vez que o documento emitido por membro da própria instituição(MTE) era duvidoso.

Diante do impasse os trabalhadores procuram o STICONCIMO e o presidente José Carlos da Silva Eulálio informou que já oficiou a chefia do MTE de Campos e a Superintência do MTE no Rio de Janeiro, buscando informações e providências. Também foi enviado cópias para o MPT para apurar suspostas irregularidades praticadas por servidor(s) do MTE.

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Mar012016

EMPRESAS QUEREM CONGELAR SALÁRIOS

Published by souzaneto at 1:17 AM under

Os trabalhadores no Complexo Portuário do Açu em São João da Barra, da construção pesada e  montagem estão ainda sem definição do aumento salarial. As empresas entendem de manter os salários congelados em função da crise e o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e do Mobiliário vai esperar o vencimento do prazo, pra entrar com o dissidio coletivo junto ao TRT.

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Feb262016

EMPRESAS DEMITEM EM MASSA

Published by souzaneto at 12:09 AM under

O ano de  2016 continua sendo péssimo no ramo da construção civil em Campos e São João da Barra. De janeiro até hoje 24 de fevereiro cerca de 12 mil e 200 trabalhadores foram demitidos, sem falar nos que tem menos de 1 ano de carteira de trabalho assinada. Desses números 6 mil e oitocentos demitidos nas obras da PMC. Outros 4mil 760 nas obras do Complexo Portuário do Açu. Nas obras particulares 460 trabalhadores.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e Mobiliário José Carlos da Silva Eulálio, disse reconhecer a crise  político e financeira a nivél nacional mas que falta direcionamento do poder público  pra mudar esse quadro. Para ele “ Não se pode tapar o sol com a peneira”. As obras paralizadas tem cunho social e rentabilidade para os cofres públicos. O que não se deve fazer é administrar mal o dinheiro do povo e colocar a culpa na recessão que não é do tamanho que se comentam por aí. Entre muitas das obras paralizadas na PMC, estão o complexo logístico de Barra do Furado; Hospital São José; camelódromo e Mercado Municipal

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Feb252016

GOLPE DO FALSO EMPREGO

Published by souzaneto at 3:07 AM under

Policiais militares prenderam na manhã de segunda feira(22/02/2016) duas mulheres por crime de estelionato. Cobrando oitenta reais para garantir empregos no ramo da construção civil, foram denunciadas pelos próprios candidatos. Elas alugaram uma sala  no edificio Cidade de Campos como representantes da Construtora Ferreira. Centenas de desempregados além de entregarem o currículo tinham que pagar para garantir emprego. O caso foi parar na Delegacia Legal.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e do Mobiliário, José Carlos Silva Eulálio lamentou o ocorrido e disse que nenhuma empresa particular poderá se habilitar a esse tipo de trabalho gratuito, a  não ser a Secretaria de Trabalho e Renda do Município ou o próprio STICONCIMO. O trabalhador poderá também entregar o seu currículo na própria empresa sem nenhum ônus.

 

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Jan212016

REAJUSTE SALARIAL

Published by souzaneto at 3:43 AM under

Aconteceu na manhã do dia 20 de janeiro no Complexo Portuário do Açu em São João da Barra, assembléia da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil- STONCIMO-RJ e os sindicatos SINICON e SINDEMON, para o reajuste salarial dos trabalhadores à partir de 1 de fevereiro de 2016.

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Dec262015

EM 2015 A PIOR CRISE DOS ÚLTIMOS 18 ANOS

Published by souzaneto at 4:00 AM under

O ano de 2015 está terminando marcando a maior crise econômica e financeira dos últimos 18 anos no ramo da construção civil e de todos os sindicatos. Essa avaliação é do presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, José Carlos da Silva Eulálio. O caos começou em maio passado com a paralisação das obras públicas. Cerca de 6 mil e 300 trabalhadores foram demitidos, fora os que não passaram pelo crivo do sindicato, só restando um total de 2 mil e 400 empregados.

Nesse apagar das luzes as dificuldades aumentaram. Se não tem trabalhador no mercado o sindicato não recebe arrecadação. E se não tem arrecadação como saldar encargos sociais, despesas e ainda convênios e para completar as empresas deram férias coletivas de uma semana nesse período de natal aos trabalhadores e não repassou ao sindicato às contribuições recolhidas dos trabalhadores, o que gerou um grande desconforto quanto pagamento mensal e 13 para os funcionários do sindicato. “Eu nunca atrasei o pagamento desses cooperadores e muito menos fiquei devendo o abono devido: sempre paguei em dia. Este ano foi diferente” disse Eulálio na última reunião com todos os seus diretores e funcionários do sindicato laboral.

Nesse final precisamos esquecer o ano de 2015 e nos preparar para um 2016 que será bem pior do que possamos imaginar. As demissões vão continuar acontecendo. O Seguro Desemprego não vai cobrir a todos. Tem empresa que não vai conseguir depositar o F.G.T.S durante o período, porque não recebeu as verbas contratuais e o pior é que o sindicato patronal nunca se pronuncia publicamente e nem denuncia o crime praticado contra a categoria associada.

Eulálio lamenta que durante os 18 anos que esteve à frente do STICONCIMO-RJ nunca viveu uma crise tão complicada. O que o governo federal está impondo não vai permitir uma recuperação em menos de 2 anos, ainda mais com desperdício do investimento para as alimpíadas. “Todo o país que patrocinou este evento faliu de acordo com as pesquisas”. Só na construção civil temos 8 mil trabalhadores desempregados e onde realocá-los. O Complexo Portuário do Açu esta tímido em relação à crise e as contratações tão esperadas não vão acontecer. É triste e lamentável este final de 2015.

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Dec132015

CONSTRUÇÃO CIVIL VIVE A PIOR CRISE DOS ÚLTIMOS ANOS

Published by souzaneto at 8:07 AM under

Campos dos Goitacazes está vivendo a pior crise dos últimos anos na Construção Civil. Em sete meses cerca de 6 mil e 300 trabalhadores foram demitidos sem falar nos trabalhadores que tem menos de um ano de carteira assinada. Esse aspecto é o pior possível e a perspectiva será pior para o próximo ano. O município está com 126 obras públicas paralisadas por falta de pagamento o que gerou um grande caos para o ramo da construção e o comércio. Até o momento é difícil contabilizar as dívidas dessas empreiteiras já que o sindicato patronal não se pronuncia publicamente.

O mercado imobiliário ainda sobrevive porque os imóveis prontos ou em construção ainda se arrastam. Eles têm prazo para serem entregues porque já foram negociados junto as instituições financeiras e para colocar dinheiro em caixa algumas empresas está dando desconto de até 30% para estancar a crise do mercado.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, José Carlos da Silva Eulálio em entrevista no Balanço Geral da Rádio Record lamentou a crise. O sindicato sofreu uma baixa muito grande com essas demissões e hoje o STICONCIMO-RJ tem apenas 2 mil e 500 cooperadores cadastrados. “Mesmo assim estamos mantendo os nossos convênios para os associados como o mini Plano de Saúde. Assistência Odontológica, Laboratoriais, e Farmácia com descontos” disse o presidente.

Segundo Eulálio o ano de 2016 será de grande arrocho e imprevisível. “Não se pode falar em crise e cruzar os braços. Crise se vence com lutas; trabalho. Eu não sei como será o Natal desses trabalhadores, mas uma coisa garanto: O STINCONCIMO-RJ vai continuar vivo, vigilante, atuante na fiscalização e preservação dos direitos dos trabalhadores” .

 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses

Nov212015

AÇÃO GANHA DO STICONCIMO-RJ

Published by souzaneto at 9:10 PM under

Como veio a público no dia 16/10/2015, a empresa ENGESIQUE vem enfrentando problemas financeiros, o que motivou uma paralisação de seus funcionários por causa do atraso do salário de setembro, nesta ocasião, a empresa dona da obra, (PORTO DO AÇU OPERAÇÕES S/A), antecipou uma quantia para que a empresa efetuasse o pagamento dos salários em atraso.

Todavia, no último dia 30, os trabalhadores voltaram a paralisar as atividades do complexo portuário, uma vez que não haviam recebido o adiantamento salarial que deveria ter sido pago no dia 20/10/2015.

Diante da situação, o MPT ingressou com uma ação cautelar solicitando o bloqueio de bens da referida empresa, e a designação de audiência de conciliação entre as partes.

Na audiência de conciliação realizada no dia 19/11/2015, ficou acordado nos autos de Ação Cautelar em trâmite na 2 Vara do Trabalho de Campos dos Goitacazes, perante a procuradora do Ministério Público do Trabalho e o STICONCIMO que a empresa ENGESIQUE retornará gradativamente as atividades no dia 23/11/2015; que a empresa ENGESIQUE efetuará o pagamento do adiantamento salarial de novembro até o dia 25/11/2015, e da primeira parcela do 13 salário até o dia 02/12/2015 sob pena de multa diária de R$ 10.000,00 em caso de descumprimento.

Ficou acordado ainda, que a empresa PORTO DO AÇU OPERAÇÕES S/A realizará o pagamento de um novo aporte financeiro para a empresa ENGESIQUE, para que esta cumpra com as obrigações assumidas.

Diante desta, o STICONCIMO informa a todos os trabalhadores da empresa ENGESIQUE, que deverão entrar em contato com a empresa para retornarem as atividades na obra do PORTO DO AÇU. Em caso de dúvidas, entrem em contato com o fiscal Rogério no STINCONCIMO de São João da Barra ou através do telefone 27411252.






 



[KickIt] [Dzone] [Digg] [Reddit] [del.icio.us] [Facebook] [Technorati] [Google] [StumbleUpon]

Tags:

E-mail | Permalink | Trackback | Post RSSRSS comment feed 0 Responses